17
Ago 13
S. Martinho de Anta, 18 de Abril de 1938


Tinha setenta e oito anos. Cancro da mama. Sempre a cobrir o peito. Sempre a puxar a camisa suja e a tapar aquilo que foi outrora um seio e é hoje um fole imenso, dentro do qual medra o «bicho». Se tinha frio. Que não, que não tinha frio. Tapava porque tinha vergonha. E corou de pudor a coitada da velhinha.


Miguel Torga, Diário I
publicado por Armindo Carvalho às 07:41

Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO